ALAORPOETA

ALAORPOETA

19 novembro 2012

SÚCUBO


























Não pode ser suco
                 lento
chegar na madrugada
à míngua de sono
tampouco é cubo
são partes desiguais.

O silêncio maiêutico
na sílaba do meio
resume o amor
de quem caça mais
o segredo um do
                           outro:
lúbrico demônio feminino.

Atravessa o lençol
                           de solidão
para somente chupar
                           sublime
a boca feito porta do 
                           inferno
aniquila toda esperança.

Depois me abandona
                           diacho!
sem se deixar enfiar
                           por baixo
"porque trepar é humano
              chupar é divino."

Alaor Tristante Júnior

Ilustração: imagem do Google

6 comentários:

  1. Amigo. Ousada escrita. Bom trabalho com a pena.

    ResponderExcluir
  2. Bela poesia!! Abçs,________________LL

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk você queria enfiar por baixo. Tá certo. De tonto você nao tem nada.
    Trepar e chupar...você, pelo jeito , gosta mesmo é de uma sacanagenzinha. Mas convenhamos, o trem é bão.

    ResponderExcluir
  4. Isso é uma capeta mesmo, onde já se viu!

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso!!! Digno de quem tem muita sensibilidade e coragem para extravasar suas emoções, sem medo e preconceito.. Com certeza já foi esconjurado por toda eternidade.. Amado por muitos e odiado, por todos aqueles que sucumbiram nos seus sonhos mais delirantes.. amém!!!

    ResponderExcluir