ALAORPOETA

ALAORPOETA

30 outubro 2011

IDEOLOGIA

















             
           Quanto mais penso
                  no Poder
            chego sempre ao
                  arbitrário


então descanso
nas formas ideais
na dureza dos fatos
no imponderável
do cotidiano
procuro morrer
     de viver
a morte do pensamento
enquanto águas de sangue
me afogam no imaginário.


Da liberdade
             só nos resta
                           mastigá-la


            impermeável
            antes de tudo
             sustentá-la
            como a folha
     de uma grande árvore


              e a árvore
    perante todas as árvores
        e todas as árvores
              aleatórias
        frente ao universo
               do infinito
                 de tudo
              que é nada.


Alaor Tristante Júnior


Ilustração: A execução de Maximiliano - 1867 - Edouard Manet



8 comentários:

  1. ALAOR!

    Que poema lindo!O tudo realmente é nada. O poder da poesia é mais arbitrário e mais bonito.

    Parabéns!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Muito bom MESMO!
    Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  3. Alaoramigo

    Muito obrigado por me teres enviado a mensagem que me permitiu vir aqui - e em boa hora o fiz. Sou mais para o lado da prosa, mas a poesia também me soa bem.

    Por isso, te transcrevo:
    «Da liberdade
    só nos resta
    mastigá-la».

    Mas, temos de fazer muito mais com ela; e antes de tudo, defendê-la.

    Se fores até à minha Travessa ela passará também a ser tua. Obrigado

    Abç

    ResponderExcluir
  4. Seu canto é fantástico! Obrigada pela oportunidade de conhecer espaço tão especial. Sigo-te!

    Meu carinho!
    http://pequenocaminho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Muy bonitas tus letras Alaor, es un grato placer leerte.
    que tengas una buena semana.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  6. Por que a sensação do nada frente ao infinito atinge tanto o homem contemporâneo, sobretudo?
    Fica aí a pergunta pra quem quiser responder.
    Outra pergunta: o que é mais importante para o homem: a liberdade ou a justiça?
    Si, muy bonitas tus letras caro Alaor mais que poeta

    ResponderExcluir
  7. gostei pacas, e sint-me aflito com tudo isso

    ResponderExcluir
  8. Mastigar liberdade e engasgar com a violência velada dos homens para com os seus pares!

    ResponderExcluir