ALAORPOETA

ALAORPOETA

30 maio 2011

ONIPOTÊNCIA

























Quando criança brincávamos
de ser gente importante
do mundo dos adultos.
Um dia fui Deus...
Enquanto José erguia cidades
Maria trocava fraldas
eu abobalhava uma formiga
numa caixa de fósforos redonda
azul vista do espaço
e dizia: - Comece a rezar!
Deixava um curto escape
de liberdade. Mas advertia:
- Só quando eu quiser!
Então a formiga, sempre,
porque era formiga
e não sabia o que fazia
desafiava pelo orifício
seu cérebro de saudade
e com olhos de finitude
lograva a consciência
na guilhotina de Deus.
Nunca entendi o despropósito
daqueles seres ínfimos
a corroer minhas dúvidas
porque jamais me deixaram
brincar de ser formiga.
Quando cresci
virei formiga de verdade.


Alaor Tristante Júnior


Ilustração: pintura de Willian Blake

4 comentários:

  1. Gosto tanto, mas mesmo tanto!

    Todos nós viramos formigas, quando crescemos, se o não tivermos sido desde sempre. E há os que nunca saem da caixa redonda, muitas vezes sem qualquer buraquinho, nas mãoes de deuses loucos.

    ResponderExcluir
  2. Ola depois de muito tempo estou de volta, depois de ter perdido inexplicavelmente todos os meus blogs CREPÚSCULO- A MAGIA DO ORACULO E A CEIFADORA - estou de volta, crieo mais quatro blogs e voltei a acrever, espero contar com a presença de vcs.
    O endereço é: http://ceu19621107.blogspot.com/
    http://ramalheteceu1962.blogspot.com/
    http://ceu1962.blogspot.com/
    http://eupoesiascronicacontos.blogspot.com/

    Os nomes dos blogs são: Memórias fragmentadas
    Nossos Abismos
    Diário da minha alma
    Abismos entre Nós

    Então vim convidá-los pra conhecer os meus blogs será um prazer tê-los outra vez.
    Abraços e beijinhos sempre carinhosos.

    Céu

    http://ceu19621107.blogspot.com/
    http://ramalheteceu1962.blogspot.com/
    http://ceu1962.blogspot.com/
    http://eupoesiascronicacontos.blogspot.com/

    beijinho sempre carinhoso...
    E convidá-los pra conhecer os meus blog...
    será um prazer tê-los ao meu lado amigos, queridos e de tantas horas...
    beijinho sempre carinhoso...

    ResponderExcluir