ALAORPOETA

ALAORPOETA

09 setembro 2010

VIDA...























Ó vida que passa
que vejo que passa
às vezes tão rápida
às vezes nem passa
tão lenta tão nada
com jeito de inapta
suspiros de amada
por sonho se basta
por vezes tão fraca
não passa perpassa
transpassa sem graça
uma estátua estática
me cospe maltrata
me cala me bate
não sabe descabe
a vida que passa
que nunca me olha
que agora e outrora
minha vida ignora
me larga eu choro
absolvo e devoro
não bebo sem cloro
existo e emboloro
ó vida que passa
que vejo que passa
mas nunca revela
me larga sem vela
lascivo no escuro
sem olhos e mudo
uma vida do mundo
mais uma no mundo
ó vida que quero
e às vezes renego
ó vida que passa
se a amo ou condeno
só ela que tenho.


Alaor Tristante Júnior


Ilustração: "Um par de sapatos" - Vincent Van Gogh

Um comentário: