ALAORPOETA

ALAORPOETA

19 setembro 2009

A HORA É AGORA...























"Quem monta um tigre
não pode apear"

vida vivê-la vida
intensamente
cada momento
é um tigre

o sentido da vida
é a própria vida
viva a vida sem medo
cada chance
cada tigre
é um gatinho

na minha vida
montei muitos tigres
sempre desmontei
covarde

fui encarado
abocanhado
pisoteado
dilacerado

sobrevivi

ainda que manco
cego de um olho
e vesgo

hoje...
não há mais tigres
não se importam comigo
sumiram todos

não tenho mais forças para montá-los
ah! se eu não tivesse apeado!

Tigre, onde está
que não aparece?

Alaor Tristante Júnior



Ilustração: "Worn out" (1882) - Vincent Van Gogh

6 comentários:

  1. Está bem aí, na sua paixão pela poesia.
    Está na sua indignação com a hipocrisia de um mundo q castra a criatividade do SER.
    Adorei!
    Beijosss poéticos.

    ResponderExcluir
  2. Sempre haverá tigre, meu amigo... e temos que matar um deles por dia... Opa! Desculpas... Há que se matar um leão por dia. Confundi o ditado... rsrssrs...
    AAbraço

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM!

    Alaor, apesar de parecer simples, há grande profundidade no poema.

    Não é fácil matar os tigres que estão entranhados em nós desde crianças.

    Não é nada fácil ser livre e viver com a força do tigre.

    E o pior CON-VIVER!

    Parabéns, poeta!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  4. muito bom, gostei do poema e do blog
    ainda não consegui enfrentar os tigres pelo caminho, me assusto muito com a maioria!

    se tiver interesse
    http://natbayeh.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Graças a Deus sempre haverá tigres. UM dia nós fugimos deles, outro dia também. Mas um dia veremos que não adianta fugir, quem foge são os fracos. Somente quando vencemos todos os tigres, estaremos apto a desempenhar o papel principal de nossa história. Até lá, seremos coadjuvantes. Abraços.

    ResponderExcluir