ALAORPOETA

ALAORPOETA

29 agosto 2009

MEDIOCRIDADE




















Se na vida eu tivesse
assumido a loucura
adormecida em mim
haveria de ter sido um gênio.

Mas preferi a mediocridade
à transcendência dos loucos.

Houve momentos de recaídas
ameacei revolucionar
senti que podia criar
cheguei a apalpar a vida bandida.

Mas amedrontado
abracei novamente o conforto
e no ápice das crises
apressava o meu trote
misturava-me à multidão
travava a mente
e ia fazer compras no shopping.

Alaor Tristante Júnior



Ilustração: "O Medo" - Clarice Lispector

3 comentários:

  1. Adorei seu blog, amigo poeta!Através dos versos conhecemos muito do homem!
    Grande abraço e volte sempre pois desde já
    deixo agendadas outras visitas ao seu belo espaço.

    ResponderExcluir
  2. Foi muito prazeroso ler e reler até encontrar os meus sentimentos nos teus versos,parabéns Alaor és um grande poeta.

    ResponderExcluir
  3. Muitas vezês, a zona de conforto que vivemos, impede-nos de lutarmos por nosso ideal. Abraços. Heitor Gomes.

    ResponderExcluir