ALAORPOETA

ALAORPOETA

25 agosto 2009

LIBERDADE













Bem no princípio fui crente:
Deus exibiu-me seus dentes.
Tolo, tornei-me agnóstico:
Deus revelou-se pernóstico.
Na ânsia de ser ateu
o fracasso Deus me deu.

Perseguido e maltratado,
deliberei, vou matá-lo,
que me importa o coração.

Aliei-me mortal
ao pensamento,
dei-lhe a gota fatal
do esquecimento.

Hoje, na paz me contive...
Sem pesadelos e sonhos...
Mas, sou livre?

Por Deus já não clamo
pra Deus não reclamo
sou um soldado
não sou escravo
uma vez por ano
lembro-me de Deus
no Dia de Finados!

Alaor Tristante Júnior



Ilustração: "A criação de Adão" - Michelângelo

Um comentário:

  1. Alaor, prazer em conhecê-lo. Que bom este caminho para podermos conhecer o trabalho dos artistas. Gostei de visitar o seu blog.
    o meu é:
    ritalavoyer.blogspot.con.

    ResponderExcluir